[Revista Digital] SECRETÁRIA JURÍDICA REMOTA (PARTE II) | Ingrid Rabelo

SECRETÁRIA JURÍCA REMOTA (PARTE II) – QUATRO PASSOS INICIAIS

 

1 – COMO INICIAR

2 – QUAIS SERVIÇOS OFERECER

3 – HABILIDADES-BASE

4 – VISIBILIDADE

 

_______________________________________________________________

1 – INICIANDO

Tendo como continuação do artigo da edição n° 27 desta Revista Digital, seguimos falando sobre Secretariado Jurídico Remoto, passos iniciais. Assim, todo inicio é difícil, pode durar de 2 a 3 anos tentando acertar no alvo de suporte, e eu não estou falando em dinheiro. Estou falando sobre parcerias, serviços e clientela. O profissional precisa ter em mente sua marca, seu objetivo, o que pretende alcançar e qual o seu público-alvo.

Utilizar as redes sociais para localizar pessoas. Mas não é qualquer pessoa, você precisa identificar as pessoas através de suas necessidades e dentro do seu domínio e oferecer a elas soluções para seus problemas. Além disso, você deve fazer parcerias: isso são trocas de reconhecimentos, o que é muito importante. Crie vínculos profissionais.

_______________________________________________________________

2 – SERVIÇOS

  • O setor jurídico dispõe de demandas que dependem da área de atuação do escritório, assim, é necessário estudá-las.
  • Focar no potencial do escritório.
  • Analisar o ponto fraco e potencializar.
  • Alguns escritórios precisam de apoio em determinadas áreas de atuação; foque nessa especificamente e ajude-os a melhorar isso.

_______________________________________________________________

3 – DOMÍNIOS

  • Word / Excel / Power Point (Minutar / Planilhar / Apresentar);
  • Sistemas Jurídicos (Consultas processuais / Acesso público ou se o advogado te passar a senha e login para acesso);
  • Atendimento ao cliente (por telefone, e-mail ou pessoalmente);
  • Redigir / Argumentar (entender o assunto);
  • Manejo com redes sociais (aplicativos de apoio ao Marketing Digital).

 

4 – MARCA

  • Cartão de visita;
  • Ser comunicativo;
  • Tornar-se conhecido;
  • Apresentar seu serviço, conduta e credibilidade;
  • Expor seu potencial (Financeiro, Administrativo, Prospecção, Marketing, Negociação, Organização, Estratégias, Ideias e Criatividades).

 

Com tudo apresentado, percebam que os itens 2, 3 e 4 caminham juntos, um é interligado ao outro. Para oferecer um serviço, você precisa identificar a necessidade das pessoas e dominar com propriedade sobre o que você tem a oferecer pois, a partir daí, cria-se sua marca, seu diferencial e sua especialidade.

Sócrates disse: “Fale para que eu te veja.”

No mundo em que vivemos, entre dificuldades e avanços, precisamos utilizar as ferramentas necessárias e que estão em nosso alcance para sermos visíveis. Você não precisa de multidões, precisa encontrar seu público e oferecer seus serviços àqueles que precisam de sua ajuda.

 

Chegamos ao fim desse artigo. Estou à disposição para elucidar qualquer dúvida que se faça necessária sobre o tema abordado.

 

“Pense grande, comece pequeno, ande rápido.”

Caio Braz, 22 anos, criador de startup.

 

Boa Leitura!!!

 

Ingrid Miranda Rabêlo
MBA em Administração e Negócios Internacionais
– UNINTER
Bacharel em Secretariado Executivo – UCSal
Colunista da Executiva News Revista Digital
Contato: (71) 9-8629-2113 (Salvador-BA)
E-mail: miranda.assessoria89@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: