[Revista Digital] Propósito na carreira de Secretariado Executivo | Simone Cunha | Executiva News Revista Digital

[Revista Digital] Propósito na carreira de Secretariado Executivo | Simone Cunha

Logo no início da minha trajetória profissional, quando eu ainda era uma Estagiária, alguns gestores me desencorajaram de seguir carreira como Assistente Executiva. Eles consideravam esta profissão menor, pois estavam acostumados a trabalhar com pessoas que ESTAVAM Assistentes, mas não ERAM Assistentes. Logo, devido à falta de engajamento com a profissão, estas pessoas não buscavam a excelência em seu dia a dia – elas simplesmente estavam ocupando uma cadeira e fazendo o que era estritamente necessário (e algumas outras coisas desnecessárias também, como intrigas e fofocas, mas isso só acontecia lá, não é mesmo? 🙂 #ironia – risos!).

Também no início da minha carreira, outra gestora me encorajou a seguir neste caminho, se era isso o que eu realmente queria. A diferença? Esta gestora tinha como referência de Assistente uma profissional que era exemplar, muito reconhecida na empresa por seu trabalho, excelente conduta e postura. Minha gestora, inclusive, deu-me conselhos de como desenvolver a minha carreira e me apoiou muitíssimo quando surgiu uma oportunidade de movimentação dentro da empresa, que alavancaria a minha trajetória profissional.

Felizmente, eu recebi primeiro o encorajamento e depois o desencorajamento. Felizmente, eu notava a diferença entre essas profissionais. A minha resposta na época, para os gestores que me desencorajaram, foi: “vocês estão nivelando a profissão por baixo. Eu não quero ser uma Assistente ordinária, eu quero me desenvolver e ser a melhor assistente que eu puder ser”.

O meu “porquê” sempre esteve muito presente em minha vida e na construção da minha carreira, e o fato de eu ter bem estabelecido um objetivo para a minha trajetória profissional me fazia ser perseverante, consistente e disciplinada a cada novo desafio que eu me propunha para alcançar o objetivo maior – porque eu tinha uma visão clara de como aqueles passos me ajudariam a chegar onde eu queria estar.

Eu assisti à palestra da Rachel Maia na CONASEC em 2017 e ela disse: ”Não adianta ter sorte, temos que fazer jus ao que a sorte nos trouxe. E também não basta ser a pessoa certa, no lugar certo, na hora certa – temos que estar preparados para quando este momento chegar” – eu me identifico totalmente com esta colocação dela.

Muita gente me pergunta sobre a experiência de trabalhar no exterior e quais são os passos para alcançar este objetivo. A minha resposta é que o meu objetivo nunca foi trabalhar fora do Brasil. O meu propósito era ser a melhor Assistente Executiva que eu pudesse ser.

Ter um porquê forte me ajudou a desenhar a minha carreira no Secretariado, mesmo com as minhas limitações, dificuldades e com as objeções que encontrei e ainda encontro no caminho. Ter um propósito claro em mente foi o que me fez estar pronta quando a oportunidade de viver e trabalhar fora apareceu. Foi o que me fez investir meu tempo e recursos financeiros no estudo de idiomas e no estudo do Secretariado. Foi o que me fez estar sempre atualizada sobre o mercado de trabalho e sair da minha zona de conforto para dar um passo adiante, quando uma oportunidade de crescimento surgia em outro departamento, em outra empresa ou em outro país. Foi o que me fez seguir em frente quando tudo parecia estar dando errado.

Se você tem dúvidas a respeito do desenvolvimento de sua carreira na área de Secretariado, a melhor contribuição que eu posso te dar é: clareza vem de engajamento, não de pensamento” (Marie Forleo). Você terá muito mais clareza a respeito de sua trajetória profissional e objetivos de carreira se de verdade se engajar nela. Porém, se ficar só no plano do pensamento, sem ação, não sairá do lugar. Isso significa dedicar-se, estudar, conectar-se com pessoas, fazer o seu melhor a cada dia, estar aberto para aprender, errar, cair e se reerguer. Você até pode chegar em um momento em que decida mudar de carreira, mas nunca vai ter clareza do que quer e de onde pode chegar se não se engajar no seu objetivo.

O engajamento na sua atual profissão ou posição é o que vai te abrir portas, trazer pessoas para perto de você, aprendizados e experiências de amadurecimento pessoal e profissional, que te levarão para o futuro desejado, ao mesmo tempo em que cresce e se prepara, desfrutando a jornada.

É claro que eu cometi erros neste caminho e que ainda tenho MUITO a aprender e desenvolver. Outros porquês tem surgido a cada dia, trazendo novas oportunidades de engajamento. Assim é a vida: nós a desenhamos continuamente, e este desenho nunca está acabado.

Eu gostaria de te convidar a refletir sobre o que tem guiado a sua carreira: quais têm sido as suas motivações? Como você tem se engajado com o seu propósito? Quais ações você tem tomado a respeito? E não fique apenas no campo da reflexão – tome uma atitude e você encontrará as respostas que busca!

Simone Cunha Reis
Blog: www.secretariadocomsimone.com
Facebook: secretariadocomsimone
Instagram: secretariadocomsimone
LinkedIn: www.linkedin.com/in/simonereis
E-mail: contato@secretariadocomsimone.com

%d blogueiros gostam disto: