Pin It

[Revista Digital] Motivação: indo além do que está na moda

Em minha jovem carreira docente, um dos questionamentos que mais ouço é se uma pessoa seguirá em frente quando se encontrar em situações de fracasso e/ou frustração.

Ouço adolescentes reclamando todos os dias que não querem mais estudar, que estão desmotivados e que a vida perdeu a graça.

Este cenário me fez refletir sobre a automotivação e como motivar o próximo num contexto cheio de contradições.

Motivar-se é saber usar as preferências mais profundas, para avançar e nos guiar rumo aos nossos objetivos, tomando a iniciativa e sermos eficientes, perseverando face a contrariedades e frustrações. Ou seja, persistir depende, acima de tudo, do entusiasmo face aos contratempos.

Em se tratando de automotivação, é importante frisar que um objetivo não pode ser a única coisa a ser observada. Além disso, é preciso analisar o caminho que será percorrido, perceber as pessoas que estão à nossa volta e que serão tocadas por nós nesta estrada, imergir nesse “eu” que caminha e que muda a cada instante e observar o mundo onde nossa vida acontece.

A automotivação é um desafio diário, é ter sonhos valiosíssimos, é ter a maturidade de desistir de alguns e de ressignificar outros, uma vez que o seu “eu” se renovou e outros objetivos mais coerentes estão sendo construídos. É ter a sensibilidade de sentir o que te faz bem, o que te dá prazer e o que te faz sorrir. Ter perspectivas para realizar pequenas e grandes coisas.

E como motivar alguém em um mundo tão atrativo? Para responder a este questionamento, a autora fez uma pesquisa pelas redes sociais – Facebook, Instagram e WhatsApp (ferramentas estas que “motivam” os usuários), sondando: “O que motiva você?”. Cento e oitenta pessoas responderam com as mais diversas motivações, conforme figura abaixo:

Felicidade, filhos, esperança, trabalho,dinheiro, família…

Depreende-se com esta pesquisa que é possível motivar as pessoas quando você as conhece como um ser
único. Padronizar um discurso ou ação pode não funcionar da maneira que você espera. Cada indivíduo recebe
e percebe o discurso à sua maneira e é importante encontrar meios de falar com a individualidade de cada um.
Cabe ressaltar que motivação é algo de dentro para fora e que motivar alguém não é uma tarefa tão simples
assim, talvez o certo seria provocar, instigar, questionar o outro sobre quais são seus motivos internos e que o
levam a agir e conseguir alcançar seus objetivos. Motivar é ajudar as pessoas a ter clareza do real motivo para
que elas tenham ação.

Lucineide Fontenele
Texto de nossa Leitora.

(Visited 19 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto: