[Revista Digital] Inserção dos profissionais de secretariado no mercado de trabalho | Betânia Souza

Uma das expectativas de quem está concluindo um curso superior é sua inserção no mercado de trabalho. A maioria pensa que vai realizar o sonho de participar da formatura, receber seu tão esperado diploma e pronto: mercado de trabalho, lá vou eu! Porém, nem sempre é assim que acontecem as coisas. Atualmente, o maior desafio do novo profissional é entrar no mercado de trabalho. Como estamos em momento de crise, a maioria das empresas estão demitindo e não contratando, e o que parecia ser fácil muitas vezes acaba sendo um tormento para quem deseja encontrar logo um emprego e colocar em prática tudo que aprendeu na faculdade e no período de estágio. Acredito que muitos podem desanimar um pouco ou querer mudar de profissão, pelo simples fato de não haver muitas vagas de emprego no curso escolhido.

Quando finalizei meu curso, mandei vários currículos e, sem retorno, fiquei aproximadamente seis meses na luta, mas o importante é não desanimar. Em meio às expectativas, fui para uma entrevista de emprego muito animada e, ao chegar, o entrevistador logo começou a testar meu nível de Inglês, embora para o cargo não estivesse especificada tal exigência. Porém, depois de encher meu coração de esperança, ele me disse: “Me desculpe, você é muito qualificada para a vaga!”. Embora tenha acabado de me elogiar, tirou logo toda a chance de sonhar com a colocação. Como todo ser humano, fiquei muito chateada e pensei: “Não foi desta vez, paciência, vamos continuar na batalha que é isso mesmo”. Entrar no mercado de trabalho é uma verdadeira batalha se você não tem experiência. Eles dizem que não podem te contratar, pois não tem experiência. Mas, como terá, se ninguém lhe der a oportunidade de você crescer? Nem todos que se formam têm uma bagagem; pelo contrário, vai se adequando aos poucos como todos. É assim, ninguém nasce sabendo de tudo, vamos aprendendo e da vida aprendemos algo.

E, para aqueles que estão vivenciando neste momento a situação, o importante é não desanimar. Procure um curso para fazer, pois há muitos online grátis, bem como procurar em outras áreas além da sua de formação, e foi o que fiz para não ficar fora do mercado. Isso é muito importante. Embora atue em outra área, é uma forma também de fazer networking: sempre estaremos em vitrine e, quando você menos esperar, a sonhada vaga acontece.

Betânia Sousa
Bacharel em Secretariado Executivo Bilíngue pela
FAJESU. Mestranda em Educação pela Universidad
Internacional Iberoamericana. Especializando em
Gestão de Marketing e Comunicação Integrada. Coordenadora
do grupo de estudo do Comitê de Secretariado
do DF. Atualmente, atua como Secretária
Executiva no Executivo Federal.

%d blogueiros gostam disto: