[Revista Digital] Guarda-roupa inteligente e sustentável | Priscila Avelar

Você já parou para pensar o quanto é importante e urgente repensarmos a nossa forma de consumir? O consumo hoje equivale a 1,5 vezes o que o planeta pode oferecer. Se mantivermos este modelo de consumo até 2030 estaremos consumindo dois planetas Terra. Precisamos rever nosso comportamento de compra e de descarte (o que se desfazer e como fazer isso) para que possamos deixar um mundo melhor para o futuro.
“Não podemos lidar com nossos problemas ambientais se não considerarmos consumo e crescimento populacional. São duas faces de uma mesma moeda”, disse Kumi Naidoo, Diretor Executivo do Greenpeace Internacional.
Talvez você esteja se perguntando: o que isso tem a ver com imagem pessoal? Tem tudo a ver! Pois a indústria da moda e a nossa forma de consumir têm grande impacto na sustentabilidade do planeta. Veja só estes dados: para fabricar apenas uma calça jeans, são usados aproximadamente 11 mil litros de água, e 17% das águas poluídas pela indústria estão contaminadas com química utilizada no tingimento de roupas.
Diante deste cenário, quero deixar algumas dicas sobre guarda-roupa sustentável e inteligente, para que você possa ter mais consciência ao decidir por novas compras de roupas, sapatos, acessórios e usar melhor o que já possui em seu armário, podendo assim contribuir para a sustentabilidade do planeta.
Separe as roupas que não usa há muito tempo e tome uma ação imediata. Chega de deixar para depois, né, amiga!? Separe todas que precisam de conserto e o que vale a pena consertar, o que não faz mais parte do seu estilo, não te serve ou está fora de moda. Doe para um bazar ou para instituições/ONGs e você fará um bem enorme para o mundo! Ou ainda, se preferir, também pode vender as roupas e acessórios para brechós;
Cuide bem das suas roupas, seja ao guardar ou lavar. Siga as instruções e utilize os produtos adequados, para que elas durem por mais tempo;
Ao avaliar uma roupa que tem intenção de comprar, avalie bem o caimento, se as costuras estão retas, a qualidade do acabamento, vire a peça do avesso;
Quando provar a roupa, procure caminhar, sentar, levantar os braços e avaliar se está confortável para realizar os movimentos, e não te incomodando;
Verifique se a nova peça que pensa em comprar combina com, pelo menos, 03 peças diferentes que você já tem em casa;
Procure comprar peças de cores neutras e terá mais possibilidades para criar looks para o dia a dia, incluindo um colar ou echarpe mais colorido, e já irá ter opções diferenciadas;
Invista em peças de boa qualidade e maior porcentagem de tecidos naturais (exemplo, algodão – consulte sempre a etiqueta), pois, mesmo com diversas lavagens, irá manter um bom aspecto, enquanto as roupas de menor custo, na maioria das vezes, ficam desgastadas depois de algumas lavagens. Siga sempre essa grande verdade: “O barato pode sair caro”;
Procure boa qualidade em roupas, sapatos, bolsas, cintos… Não é necessário ter muitos iguais, mas poucos que tenham uma ótima aparência e não tenha necessidade de ficar trocando/comprando. Por exemplo, uma boa bolsa preta você usa em diversas ocasiões e, sendo de boa qualidade, usará por mais tempo;
Ao comprar uma peça nova, doe outra a alguém que precise. Evite o acúmulo de itens, pois apenas dificulta para você se lembrar do que já tem.

Aproveite estas dicas de moda com sustentabilidade para ter um guarda-roupa muito mais prático e eficiente, para fazer compras conscientes e que estejam de acordo com a marca pessoal que você deseja transmitir.

Até mais! Bjs

Site Greenpeace – http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Blog/entre-consumo-e-sustentabilidade/blog/48693/
Revista Sorria: Matéria “Estilo enxuto”, reportagem Rafaela Carvalho, Edição 59, Jan/Fev 2018.

Priscila Avelar
Consultoria de Imagem Pessoal e Corporativa |
Marketing Pessoal | Personal Branding
E-mail: priscila@prisence.com.br
Site: prisence.com.br
Cel.: (11) 9-9971-7865

%d blogueiros gostam disto: