[Revista Digital] Gerenciamento de Projetos | Dênis Paschoalinoto

Gerenciar projetos de TI é uma atividade profissional de grande responsabilidade e que apresenta desafios constantes.

De forma simplista, consiste em aplicar conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades de um
projeto com o objetivo de atender aos requisitos do mesmo.

Entre os hard skills (competências técnicas) de um Gerente de Projetos, estão:

• Metodologia – conhecimento das melhores práticas de gerenciamento de projetos, contidas no guia PMBOK¹, que incluem: gestão de pessoas, escopo (requisitos e restrições), tempo, custos, integração, qualidade, comunicações,
riscos e aquisições.
• Certificações – PMP², emitida pelo PMI³, que atesta conhecimento no PMBOK, e outras, como CAPM, PMI e PgMP.
• Gerenciamento geral – conhecimentos e habilidades para execução e controle das operações de uma empresa, tais como os processos comerciais, financeiros, logísticos, jurídicos e outros.
• Conhecimentos específicos – exemplo: a metodologia de implantação SAP Activate.
Contudo, os soft skills (competências comportamentais e sociais) são fundamentais para o exercício da profissão, assim como em qualquer outra que envolva relacionamento com pessoas.

Bom relacionamento interpessoal, boa comunicação e capacidade de trabalhar bem em grupo são soft skills essenciais, bem como pensamento crítico, atitude positiva, flexibilidade, criatividade, paciência, autoconfiança e as capacidades de trabalhar bem sob pressão, delegar tarefas e aprender constantemente.

Algumas das atividades do dia a dia do gestor de projetos são:

• Plano de gerenciamento do projeto: elaboração e atualização.
• Ciclo de vida e fases do projeto: definição e controle dos ciclos de vida, suas respectivas fases e quais deliverables (entregáveis; produtos) cada fase deve gerar. Uma das ferramentas de controle utilizadas pelo gestor para o controle das fases é o ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Act).

• Cronograma do projeto: elaboração e atualização do cronograma de atividades e suas dependências, recursos utilizados, tempo, custos, orçamentos, etc.
• Relacionamento: contato constante com as partes interessadas do projeto – parceiros internos e externos, tais como equipe do projeto, cliente, governo, fornecedores, etc.

• Recursos: gerenciamento de recursos (recursos humanos, materiais, equipamentos, etc.).
• Riscos: gerenciamento de riscos do projeto (identificação, análise, plano de resposta e monitoramento).

Os profissionais com quem trabalhei e que considero os melhores gestores de projetos são capazes de manter as equipes unidas e as estimulam a alcançar resultados além do esperado, sempre mantendo como prioridades os resultados apresentados ao cliente e a humanidade no trato com todos. Seus excelentes hard skills, por incrível que possa parecer, são quase um detalhe.

Referências:
¹PMBOK-Project Management Body Of Knowledge
http://www.pmi.org/pmbok-guide-standards/
foundational/pmbok
²PMP-Project Management Professional
http://www.pmi.org/certifications/types/
project-management-pmp
³PMI-Project Management Institute
https://www.pmi.org

Dênis Paschoalinoto
MBA Controladoria e Finanças-UNICSUL |
SAP® Partner and Consultant |
linkedin.com/in/denispaschoalinoto

%d blogueiros gostam disto: