Pin It

[Revista Digital] Entrevista | Isabel Cristina Baptista | Presidente SINSEP | Secretariado Executivo

Executiva News RD – Fale-me um pouco sobre a sua carreira.

Isabel Cristina Baptista – Fiz Secretariado Executivo na UNITAU – Universidade de Taubaté, cidade no Vale do Paraíba, São Paulo. Graduei-me em 1983 e, quando quase concluindo a formação, levei o maior susto ao saber que a profissão não era regulamentada. Meu registro profissional talvez seja um dos primeiros do Estado de São Paulo (número 73), por este motivo.

Trabalhei em diversas áreas: Financeira, Marketing e área da Qualidade, como Secretária Executiva, o que me possibilitou uma experiência ampla. Depois, fui fazer Gestão de Eventos, no começo da década de 1990. Neste caso, já como empreendedora e autônoma.

 

Executiva News RD – Como foi seu primeiro contato com o Secretariado Executivo?

Isabel Cristina Baptista – Contato profissional foi atendendo a área Financeira de uma empresa de projetos industriais. Trabalho bem dinâmico, gestor bastante exigente e que me garantiu adequada análise de questões estratégicas, mesmo que na época a estratégia fosse pouca incentivada em nossas atribuições. Eu era bem jovem, 23 anos, e ficava assustada com as provocações (que hoje chamaria de desafios) profissionais a que ele me submetia.

 

Executiva News RD – Quando começou seu contato mais direto com o SINSESP? E como é ser Presidente do maior Sindicato da área no Brasil?

Isabel Cristina Baptista – Há muitos anos, no começo da década de 90, com prestação de serviços em Eventos. Em 1994, eu e outra Diretora (Nancy Goll) administramos uma regional do SINSESP no Vale do Paraíba. Depois, o trabalho foi direcionado para a Grande São Paulo.

Quanto a presidir o SINSESP, é sempre um desafio, pois a carência financeira é grande para nossa entidade. Em sequência, vêm os poucos recursos humanos que temos. Muitos trabalhos contam com o voluntariado de Diretores e outros profissionais.

Mas gosto do que faço e faço com amor. Deve ser por isto que tenho continuado nesta missão.

 

Executiva News RD – Você é uma das Presidentes de Sindicato mais conhecidas no Brasil. Como você vê esse seu destaque e sua liderança?

Isabel Cristina Baptista – As coisas na vida não acontecem por acaso. Sempre gostei de diversificar meu trabalho e me envolver com vários assuntos, mesmo que não o dominasse. Exemplo disto é ter como responsabilidade a negociação coletiva. Quantas discussões com a área jurídica eu tive! Hoje até motivo de piadas entre nós.

Penso que o destaque desta liderança apareceu naturalmente e pelo motivo que eu gosto de trabalhar e estruturar um projeto novo me realiza. Sou determinada, organizada e vejo que o planejamento alinha a atuação.

 

Executiva News RD – Os Sindicatos estão sofrendo uma grande mudança por conta das novas leis inseridas no contexto atual. Como você vê esse momento?

Isabel Cristina Baptista – A reforma trabalhista é delicada tanto para o empregado quanto para as entidades sindicais. Penso que o negócio é não esmorecer. Os Sindicatos terão que pensar em novas formas de atuar (o que pode ser positivo).

Na questão financeira, o tal do imposto sindical, os Sindicatos de Secretariado do Brasil já sofrem há anos, recebendo baixíssima arrecadação. Neste assunto, o impacto será pequeno para os menores.

Creio que encontraremos alternativas de sustentação e representatividade. Vamos torcer para que isto aconteça e seja positivo.

 

Executiva News RD – A Internet e principalmente as redes sociais aumentaram o alcance de projetos e profissionais do Secretariado no Brasil. Como o Sindicato e sua Presidente vêem esse novo momento?

Isabel Cristina Baptista – Vemos de forma muito positiva que a Internet e mídias sociais ampliem a atuação dos profissionais de Secretariado. Estamos falando de tendências e o Secretariado deve adequar-se ao que acontece de mais novo o tempo todo.

 

Executiva News RD – Os projetos realizados pelo SINSESP têm grande alcance nacional, e o seu trabalho não se restringe a São Paulo. Como é sua relação com outros Presidentes de Sindicatos pelo Brasil?

Isabel Cristina Baptista – Em termos de representatividade sindical, o SINSESP atende 545 cidades do Estado de São Paulo. Outras duas entidades sindicais representam demais cidades. As ações e projetos, que são divulgados pelo SINSESP e que atingem profissionais de outros Estados, estão ligados à disciplina que temos em atender os profissionais que nos procuram. E sempre usamos os dados em benefício da própria profissão.

A relação que tenho com demais Presidentes das entidades de Secretariado do Brasil é de respeito e reconhecimento pelo trabalho que façam pelo Secretariado. Não estar junto não é estar contra. O SINSESP decidiu em 2009 ser independente, mas reconhece que houve um trabalho importante na formação e prospecção nacional, e internacional, da profissão.

Executiva News RD – Qual é o envolvimento dos associados nos dias de hoje? Quais são as principais informações e auxílios que eles pedem?

Isabel Cristina Baptista – A filiação, hoje em dia, é menos importante para os Secretários, embora o SINSESP conte com sete mil sócios. Mas trata-se de uma peculiaridade de geração mais nova e envolvida com tecnologia.

Não restringimos nossa atuação a apenas sócios. As principais informações pedidas são em como se adequar à lei de regulamentação e sobre obtenção do registro profissional (SRTE). Os auxílios mais requisitados são os convênios que possibilitam descontos em cursos de graduação, ensino à distância e especializações.

 

Executiva News RD – Fale-me um pouco sobre o COINS 2017 e seus resultados para o Secretariado Executivo.

Isabel Cristina Baptista – O COINS 2017 provocou a reflexão sobre o futuro do Secretariado e como podemos nos posicionar neste mercado de trabalho. Tivemos em torno de 500 participantes e extraímos como valores do Empoderamento do Secretariado: autonomia, engajamento, servir a uma causa e respeito. Entendemos que hoje devemos valorizar e incentivar novas formas de atuação na profissão, sendo algumas delas: Gestão de Projetos, Gestão de Eventos, Secretariado Remoto, Inteligência Relacional, Secretários Coachs, Educação à Distância, Empreendedorismo e <i>Pool</i> de Secretariado.

 

Executiva News RD – O que te motiva no Secretariado de hoje? E o que você gostaria de ver que ainda não viu na formação dos profissionais?

Isabel Cristina Baptista – Sou motivada por perceber e conhecer novas lideranças e profissionais engajados com o Secretariado.

E eu gostaria de ver a escolha pela formação, no ensino superior. Muitos Secretários, após atuar na profissão, identificam-se e engajam-se. Mas, infelizmente, fizeram uma graduação em outra área. Os cursos, tecnológicos e em bacharelado, têm conteúdo diversificado para qualificação adequada.

 

Executiva News RD – Sabemos que muitas empresas e, principalmente, profissionais de RH, não contratam profissionais de Secretariado com SRTE para funções secretariais. Muito se cobra em relação ao Sindicato e sua interferência nesta questão. Como você vê essa posição das empresas, dos profissionais de RH e a posição do Sindicato nesta questão?

Isabel Cristina Baptista – É um círculo vicioso: Secretários não buscam formação na forma da lei, empresas contratam profissionais formados em outra área, não temos fiscalização adequada e as entidades sindicais ficam enfraquecidas por não terem recursos financeiros para agirem de forma efetiva em campanhas de Marketing para propagar a regulamentação da profissão.

O SINSESP procura conscientizar o RH e o Profissional de Secretariado sobre as leis 7377/85 e 9261/96.

 

Executiva News RD – O Secretariado Remoto é uma realidade e, para profissionais de Secretariado, pode ser uma virada de carreira, um plano B ou a sua vontade de empreender. Muitos profissionais de outras áreas estão empreendendo também. Como você vê essa “nova” profissão também ligada ao Secretariado?

Isabel Cristina Baptista – Muito positivo que o Secretariado busque empreender e adequar-se a novas possibilidades de atuação. A reforma sindical, vigente desde novembro de 2017, incentiva inclusive o trabalho à distância.

Necessário apenas o cuidado de não se lançar como empreendedor sem ter o perfil e ver o trabalho autônomo como recurso para o desemprego. Importante fazer plano do negócio e desenvolver para trabalhar por conta própria.

Uns terão sucesso. Outros não.

Executiva News RD – Um novo decreto foi editado pelo governo atual, retirando vagas no funcionalismo público para profissionais do Secretariado Executivo em todo o Brasil. Isso não significa que profissionais da área não possam prestar concursos, apenas que vagas ligadas diretamente à função foram extintas. Muitos profissionais pleiteavam essas vagas, e houve uma grande comoção nas redes sociais. Qual sua opinião sobre o assunto e qual a posição do Sindicato de São Paulo?

Isabel Cristina Baptista – Temos que ter cuidado na interpretação do decreto e não colocar o Secretariado numa posição de fragilidade. Várias vagas foram extintas, como Administradores e também Pesquisadores (e o Brasil precisa muito do apoio à pesquisa). Foram mais de 60.000 vagas e o Secretariado representa 0,4%. A comoção é natural, mas a maturidade é essencial para que possamos atuar neste futuro, do Secretariado, que já começou.

 

Executiva News RD – Executiva News RD – Por favor, deixe sua mensagem final.

Isabel Cristina Baptista – Acredite em você, dê valor para sua profissão. Busque formação na área do Secretariado, tenha seu registro profissional (SRTE). Realize-se como Secretário Executivo. E seja feliz!

Muito obrigada, Isabel

Sandra Tarallo e Equipe Executiva News

Fotos: arquivo pessoal

 

(Visited 10 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto: