[Revista Digital] A música e o comportamento humano – Ingrid Rabelo

O objetivo desta pesquisa é mostrar as diversas formas de influência que a música transmite ao ser humano, seja ela positiva ou negativa. O comportamento humano tem muito a ver com seus registros musicais do seu ambiente e de suas escolhas. A proposta desta pesquisa é investigar como a música pode melhorar o estresse no ser humano, consequentemente sua produtividade no ambiente de trabalho e como ela está ligada ao comportamento humano.

Os valores morais são os conceitos, juízos e pensamentos que são considerados “certos” ou “errados” por determinada pessoa na sociedade[1].

Partindo do conceito da ética, os valores éticos são princípios que não se limitam apenas às normas, costumes e tradições culturais de uma sociedade (valores morais), mas também procuram se focar nas características compreendidas como essenciais para o melhor modo de viver ou agir em sociedade de modo geral[2].

Música é a combinação de ritmo, harmonia e melodia, de maneira agradável ao ouvido. No sentido amplo, é a organização temporal de sons e silêncios (pausas). No sentido restrito, é a arte de coordenar e transmitir efeitos sonoros, harmoniosos e esteticamente válidos, podendo ser transmitida através da voz ou de instrumentos musicais. A música é uma manifestação artística e cultural de um povo, em determinada época ou região. A música é um veículo usado para expressar os sentimentos[3].

A ausência dos valores morais e éticos relacionados a música pode influenciar o comportamento humano e toda uma sociedade. A música possui fundamentos que transmitem sentimentos e, através destes, resgata os valores humanos, morais, éticos, os bons sentimentos e a valorização de uma música boa decorrente de gerações.

A perda da qualidade musical diante da evolução que a mesma possui tem nos levado a questionamentos sobre princípios e valores atrelados a musicalização, esta que permanece latente e grandiosa de suavidade e pureza, onde tocava aos corações.

A música pode nos levar ao céu e ao inferno. Tudo é questão de escolha e influência. Hoje, a música, através de determinados ritmos, vem causando grandes constrangimentos, devido ao apelo sexual e erótico, cantada nitidamente nos espaços sociais, assim promovendo comportamentos inadequados regidos por um grupo social incipiente de valores morais e éticos.

Nos parâmetros profissionais que a pesquisa nos leva, a abstenção de algumas empresas em contratar especialistas ou profissionais da área de Psicologia para amenizarem o estado de estresse dos funcionários no ambiente organizacional traz à tona a preocupação de cada empregado buscar sua melhoria individualmente em saúde e bem-estar e, assim, dar continuidade às suas atividades no trabalho, sendo mais produtivo e reduzindo o estresse.

Um dos quesitos citados está a música, mas há quem busque outros meios de bem-estar, seja em terapias, ioga, Psicólogos, entre outros.

Assim, as informações abordadas são: o estresse no ambiente de trabalho; suas consequências e métodos que estabelecem vínculos no crescimento pessoal, profissional e social através da música; valores morais e éticos positivos e negativos da música e o ser humano. Com tudo descrito referente à música e sua influência no crescimento humano e bem-estar, ela agrega em profissionais estressados que não produzem mediante a musicoterapia, que é a utilização da música num contexto clínico, educacional e social que permite a utilização de ferramentas musicais para tratar determinados problemas para a reabilitação física, mental e social de indivíduos ou grupos e os benefícios de se tocar um instrumento.

Quando Piaget diz que os valores são investimentos afetivos, ele deixa dois caminhos para escolhermos, o negativo e o positivo. Ambos são ligados às emoções e sentimentos.

FREITAS AR, Maria das Graças, transcreveu da seguinte forma:

A música, segundo Ellen G. White (1997) teve origem no céu. Lúcifer, anjo de luz (antes de sua queda pecaminosa), era o regente do coro angelical. A música era, portanto, um instrumento de adoração.

Para a autora (1997, p. 25):

A hora dos alegres e felizes cânticos de louvor a Deus e Seu amado Filho chegará. Lúcifer (Satanás) tinha dirigido o coro celestial. Tinha ferido a primeira nota; então, todo o exército angelical havia-se unido a ele, e gloriosos acordes musicais haviam ressoado através do Céu em honra a Deus e Seu amado Filho.

A música, para Ellen G. White (1989), apresenta dois polos. No primeiro, a música é benéfica e de grande utilidade para o desenvolvimento humano. No segundo, a música é extremamente maléfica e avassaladora aos princípios e valores morais. A música é um presente de Deus, parte de sua criação. Sobre a importância da música, a Sra. White fala muito, tanto em seu sentido positivo como em seu sentido negativo. Portanto ela afirma:

A música, muitas vezes, é pervertida para servir a fins maus, e assim se torna um dos poderes mais sedutores para a tentação. Corretamente empregada, porém, é um dom precioso de Deus, destinado a erguer os pensamentos a coisas altas e nobres, a inspirar e elevar a alma[4].

Observa-se que a população tem demonstrado comportamentos de um desenvolvimento emocional debilitado, relações conturbadas, aumento de pessoas depressivas, alto índice de pessoas estressadas. Tudo está ligado ao sentimento e emoções que o ser humano carrega na sua trajetória de vida, e essa explosão de sensações está atrelada nas músicas que somos conduzidos a ouvir de acordo ao ambiente que frequentamos ou às quais a sociedade nos impõe.

Percebam que os maiores hits tocados atualmente são: Sertanejo (“Sofrência”) e Pagode (“Quebradeira”). Estes dois exemplos citados estão relacionados ao informe dos números referente ao aumento de pessoas depressivas, ao término de relacionamentos amorosos, à desvalorização da mulher perante a sociedade e o machismo, às agressões e violências de ambos os sexos, entre outros.

Martinelli (1999, p.32) diz:

A estruturação do caráter começa pelo equilíbrio do temperamento, que é o meio de expressão das emoções, modos de sentir e reagir diante de fatos e situações. As emoções são vividas subjetivamente; elas não seguem padrões fixos e definidos. O temperamento determina a maneira de sentir, agir e reagir às emoções provocadas pelas experiências vividas durante a vida.

A música é um meio imensurável de persuasão. É uma arma poderosa existente na sociedade, pois é através dela que se transmitem diversos meios de comunicação, tanto para o bem quanto para o mal. Cabe a cada um de nós escolhermos cuidadosamente qual música nos trará bons valores. Para Santos, é impossível não sermos influenciados. Mas é totalmente possível escolher a influência a que nos sujeitamos (SANTOS, 2004, p.40)[5]. Pergunte-se: que influência musical me agregará algo de bom?

 

REFERÊNCIAS

BORDIN, Selma. Psicóloga do Hospital Israelita Albert Einstein. Portal Notícias de Saúde. Tudo Sobre o Estresse. Link: https://www.einstein.br/noticias/noticia/tudo-sobre-estresse, acessado em 22/03/2017 às 11:27h.

 

CUNHA, Rosemyriam. Artigo 2010, p.13-14, Homem, Música e Musicoterapia. Revista do Núcleo de Estudos e Pesquisa Interdisciplinar em Musicoterapia, Curitiba v.1, p1-141,2010.

 

Link:http://www.fap.pr.gov.br/arquivos/File/RevistaNEPIM/REVISTAdoNEPIM_FINALIZADA.pdf, acessado em 24/03/2017.

 

Citação World Federation of Music Therapy. https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Musicoterapia, acessado em 24/03/2017 às 13:10h.

 

CLAVES, Curso de Música. Artigo Todas as Razões para Tocar Instrumentos Musicais. SP/Moema. Link: https://clavesmoema.com.br/index.php?todas-as-razoes-para-tocar-instrumentos-musicais, acessado em 24/03/2017 às 13:15h.

 

FREITAS AR, Maria das Graças. Artigo O Déficit dos Valores Morais e Éticos, Relacionados à Música. Publicado em 04/10/2011. São Paulo/SP. WebArtigos: https://www.webartigos.com/artigos/o-deficit-dos-valores-morais-e-eticos-relacionados-a-musica/77480#ixzz4zmzUEHgH . Acessado em 29/11/2017 às 01:05h.

 

GAZETA ONLINE. Artigo Valores Éticos e Morais. Link: https://www.gazetaonline.com.br/opiniao/artigos/2017/08/valores-eticos-e-morais-1014090705.html . Acessado em 29/11/2017 às 02:55h.

 

JÚNIOR, Leonardo. Educador Musical. Projeto Música Plena. A Influência da Música Para o Ser Humano. Link: http://musicaplena.com/a-influencia-musical-2/, acessado em 22/03/2017 às 22:30h.

 

OLIVEIRA, de Ana. Projeto Tropicália Identifisignificados. Link: http://tropicalia.com.br/identifisignificados/movimento, acessado em 24/03/2017 às 20:01h.

 

SIGNIFICADOS. https://www.significados.com.br/valores-morais/. Acessado em 29/11/2017 às 01:08h.

 

SIGNIFICADOS. https://www.significados.com.br/musica/. 29/11/2017 às 01:18h.

 

 

 

[1]Significados. Site: https://www.significados.com.br/valores-morais/, acessado em 29/11/2017 às 01:08h.

[2]Significados. Site: https://www.significados.com.br/valores-morais/, acessado em 29/11/2017 às 01:08h.

[3]Significados. Site: https://www.significados.com.br/musica/, acessado em 29/11/2017 às 01:18h.

[4]Maria das Graças André Rodrigues Freitas. Psicopedagoga pelo Unasp campus São Paulo – SP. Artigo O Déficit dos Valores Morais e Éticos, Relacionados à Música. Publicado em 04/10/2011. Site: https://www.webartigos.com/artigos/o-deficit-dos-valores-morais-e-eticos-relacionados-a-musica/77480#ixzz4zmzUEHgH

 

[5]Maria das Graças André Rodrigues Freitas. Psicopedagoga pelo Unasp campus São Paulo-SP. Artigo O Déficit dos Valores Morais e Éticos, Relacionados à Música. Publicado em 04/10/2011.

Site: https://www.webartigos.com/artigos/o-deficit-dos-valores-morais-e-eticos-relacionados-a-musica/77480#ixzz4zmzUEHgH

[1]Maria das Graças André Rodrigues Freitas. Psicopedagoga pelo Unasp campus São Paulo-SP. Artigo O Déficit dos Valores Morais e Éticos, Relacionados à Música. Publicado em 04/10/2011.

Site: https://www.webartigos.com/artigos/o-deficit-dos-valores-morais-e-eticos-relacionados-a-musica/77480#ixzz4zmzUEHgH

Ingrid Miranda Rabêlo

MBA em Administração e Negócios Internacionais – UNINTER

Bacharel em Secretariado Executivo – UCSal

Colunista da Revista Executiva News Digital

Contatos: (71) 9-8629-2113 (Salvador-BA)

E-mail: miranda.assessoria89@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: