Pin It

[Revista Digital] A Inteligência Artificial vai dominar tudo? | Sandra Tarallo

A impressão que a gente tem, ouvindo tanta gente falando sobre o tema, é que vai, sim.

Porém, também sabemos que não é bem assim. Algumas coisas serão insubstituíveis, até que me provem o contrário é claro.

Valores, mecanismos de atuação e o contato pessoal para resolver os problemas do dia a dia podem e devem – há tempos – serem solucionados através de reuniões online.

A grande parte das pessoas não entende como a facilidade e praticidade resolve tantas coisas que, às vezes, poderiam demorar horas, dias, para se ter uma solução.

Talvez a parte da IA que mais me atrai é a de otimizar o tempo e a distância, e isso não tem preço.

Porém, parece que até isso incomoda a grande parte dos resistentes: as grandes mudanças que estão chegando.

Em algumas de minhas leituras sobre o tema, vi que universidades como a USP estão investindo pesado em profissionais e novas formas de trabalho que usam a IA para melhorar processos e gestão.

E isso é ruim?

Claro que não! Temos que acreditar e nos mexer acima de tudo.

Muitos projetos estão sendo baseados nessas regras do uso da IA e já estão dando certo. Teorias sobre o fim de algumas profissões já estão caindo por terra, pois as pessoas já estão se modernizando. Sabe aquele chacoalhão que muitos precisam?

Levanta a mão quem acha que “As máquinas serão nossas aliadas”!

Euuuu diria.

Processos inteligentes ligados à Saúde, Medicina, Modelagem, Planejamento, Energia, Economia, etc., serão úteis para todos nós.

Problemas em processos relacionados a várias áreas terão soluções mais rápidas, e até novos caminhos.

Sistemas digitais inteligentes vão nos cobrir de informações e dados sobre coisas que até então não tínhamos conhecimento.

As universidades, como já citei, estão investindo em novos projetos aliando essa nova forma de pensar as profissões. Muitas empresas já estão de olho nestes estudantes, que estão, mais do que nunca, ligados no futuro e na
tecnologia aplicada.

O produto final de tudo isso é, sem dúvidas, a solução de velhos problemas e novas formas de ver o mundo como um todo.

Existem problemas para a “modernidade”. Sim, a principal delas é entender que muitas posições de trabalho serão extintas. Mas, no meu modesto ponto de vista, outras novas vão ser lançadas – e uma profissão pode ter variáveis incríveis, tais como especialistas em pequenas áreas dominadas por um profissional que poderá ter vertentes e especialidades super-hiper-megaconcentradas.

Outra ideia neste sentido são os generalistas, que atuam em múltiplos mercados, processos, segmentos de mercado, etc., que poderão atuar em áreas que até então não sonhavam atuar.

Usar sua experiência e espírito empreendedor para fazer algo novo será cada vez mais comum, já que sabemos que empreender não é apenas abrir um negócio.

Saber intraempreender também se faz necessário em um mundo tão globalizado e antenado no futuro.

A Inteligência Artificial já é uma realidade do nosso dia a dia, e poucos se dão conta.

Hoje somos um país ligado em redes sociais e em smartphones, nos quais a IA é usada o tempo todo em apps, no próprio sistema operacional do aparelho ou das redes sociais.

Minha dica: estude muito sobre o futuro das profissões. Mergulhe de cabeça no conhecimento; faça algo de bom por você – e não se assuste com as mudanças.

Toda mudança pode ser assustadora, mas, no fundo, teremos muito mais a ganhar do que a perder.

Sandra Tarallo
Secretariado Executivo UNICID |
Pós-graduada em Comunicação e Marketing UNICSUL
Secretária Executiva | Secretária Remota Especialista |
Empreendedora | Jornalista | Professora | Palestrante
@sandratarallo #SandraTarallo | in/sandratarallo

(Visited 1 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto: