Pin It

Profissional de Secretariado com ou sem SRTE?

Profissional de Secretariado com ou sem SRTE – Ei, profissional de RH, você sabe que temos Registro?

Nos últimos meses, tenho participado de muitos eventos relacionados à profissão de Secretariado por todo o Brasil, eventos online e presenciais, e sempre vem à tona uma questão.

Temos um número muito grande de profissionais de alto nível e experiência profissional fora do mercado de trabalho, mas não é apenas por conta da crise que está instalada no Brasil. O mercado de trabalho parece bem difícil para quem quer se recolocar, por alguns pontos que ainda não tenho uma explicação exata.

O Brasil é o único país no mundo que trata o profissional de Secretariado com respeito, pelo menos no que diz respeito à Lei, pois temos uma para chamar de nossa.

Nós já sabemos que nossa “Lei” não é cumprida e parece que nada pode ser feito a respeito, porém, parece-me meio um ponto fora da curva dizer ou agir desta forma, já que somos tantos e com tanta força no mercado atual de trabalho.

Conversando nestes eventos que citei, muitos falaram sobre como poderíamos mudar esse quesito, pois já não são apenas os formados na profissão os que não conseguem uma colocação.

Entendam: profissionais com formação e SRTE não conseguem uma colocação; profissionais sem formação mas com experiência também não.

Então quer dizer que com SRTE ou não, e com experiência ou não… Fica todo mundo do mesmo jeito. Mas o que dizer, pois há um número crescente de pessoas de outras áreas que atuam nesta área sem que nada seja feito?

Ainda temos um número grande de pessoas que estão migrando para o Secretariado Remoto, mesmo sem nenhuma experiência e bagunçando o mercado em outra ponta do problema.

Se começarmos a desenrolar este nó, vamos ficar entre várias questões ainda mais complexas.

Uma das coisas que conseguimos identificar são os gestores: eles não entendem a importância do profissional com formação e experiência para trabalhar nesta função?

Como podemos chegar a este profissional e explicar a ele como somos importantes dentro de sua empresa?

Os profissionais de Recursos Humanos estão avaliando e indicando profissionais de Secretariado com formação e experiência?

Ouvi muitas queixas de pessoas que estão dentro de empresas que veem que profissionais de outras áreas estão atuando como Secretárias(os) sem ter nenhuma experiência ou formação; eles não agem com a postura necessária para a função, estão apenas ocupando um lugar.

Ei, pessoal do RH, vamos dar uma forcinha? Não tem porquê acontecer isso: temos ótimos profissionais disponíveis no mercado de trabalho que podem acrescentar e melhorar processos dentro da empresa em que você atua. O que te falta para entender essa questão?

Os profissionais que estão contratando entendem que o Secretariado Remoto é uma profissão que, como premissa básica, é exercida por profissionais com experiência nesta área?

Algo também está errado neste sentido. Apenas no Brasil profissionais sem experiência ou formação estão atuando como Remotos Virtuais. Apenas aqui tudo está acontecendo sem um direcionamento, confundido o cliente final e prejudicando a imagem dos profissionais de Secretariado perante a ele.

Os profissionais que já atuaram na área e têm experiência, mesmo não sendo formados, não estão conseguindo outras oportunidades. Qual é o critério para esses profissionais? Afinal de contas, eles têm a experiência e não tem formação?

Parecem muito complexas todas as questões que listei?

Secretários(as) com formação sem oportunidades?

Secretários(as) com experiência mesmo sem formação sem oportunidades?

Pessoas de várias áreas querendo atuar no Secretariado Remoto sem o mínimo de conhecimento?

Pessoas de várias áreas atuando no Secretariado sem condições para tal!

Não vim aqui apenas para questionar. Vim para falar sobre algo real que atinge toda a classe de profissionais.

Vejo isso como uma Enfermeira querendo ser Médica.

Um Comissário de Bordo querendo pilotar o avião.

E aí?

O que fazer?

Essa história de que o que fazemos é fácil, e todos podem fazer, não entra neste texto e nem na discussão, tá bom? Já está batido e chato.

Vamos conversar de um jeito simples e direto.

Algo precisa ser feito para que nossa classe seja realmente vista como profissional.

Sim, exatamente o que você leu.

Se quem contrata não enxerga o valor da classe, tem algo de muito errado.

Será que o profissional de Secretariado se une REALMENTE dentro de alguma causa comum? Será que somos um grupo de profissionais que estamos pensando no futuro da profissão?

Como será nosso futuro?

Sandra Tarallo l

Secretariado Executivo l UNICID l

Cursando MBA em Comunicação e Marketing | UNICSUL |

Secretária Remota l One Consultoria Secretária Remota l

Diretora | Executiva News Revista Digital |

linkedin.com/in/sandratarallo l

oneconsultoriasecretariaremota@gmail.com |

executivanews@gmail.com

Revista Digital: executivanewsrevistadigital.com

(Visited 179 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto: