Pin It

Marketing Pessoal no Secretariado Executivo | Sandra Tarallo | Executiva News |

 

Algumas pessoas têm verdadeiro preconceito quando usamos a palavra MARKETING.

Tudo isso porque isso soa a elas como algo feito para alguém que não tem valor e está usando um artifício para se sair bem.

Na verdade, não é bem isso. O Marketing pode ser usado em várias situações.

Imagine aquele colega de trabalho que você sabe que sempre tem bons resultados, que faz tudo certinho e está sempre cumprindo as metas, mas nunca é lembrado para fazer parte de uma nova etapa da empresa e está anos e anos na mesma posição.

Tenho certeza que se fosse feita uma avaliação, entenderíamos que ele não trabalha em nada a sua “marca”, sua imagem ou os seus resultados.

Conhecemos muitas pessoas assim. Também existem outras que fazem justamente o contrário, usam os ambientes de trabalho para fazer o mal, reclamam de tudo, estão sempre de mal com a vida, não se interessam com os problemas dos outros e não disfarçam sua insatisfação por estar ali.

Assim, o Marketing Pessoal destas pessoas está totalmente em baixa: elas não serão lembradas, e digo mais: por conta de pouca iniciativa, eles estão esquecidos lá no canto da sala.

Chato, não é? É claro que não estamos mandando ninguém ficar pulando no meio da sala para “aparecer” – está não é a ideia do Marketing Pessoal.

Mas eles devem ser lembrados em alguns momentos:

Vamos falar um pouco sobre alguns pontos para ajudar?

  1. Quem não é visto, não é lembrado. Isso inclui redes sociais: não adianta não postar nada lá, achando que está longe de ser avaliado por seus “chefes”, quando na verdade está é uma ação que tem o efeito contrário. Porque você se esconde?
  2. Ter uma boa imagem ajuda, e isso não quer dizer ser feio ou bonito, mas ser bem cuidado e limpo (essas são marcas que estão na “primeira impressão é a que fica”).
  3. Empatia: se você é um profissional que sabe se colocar no lugar do outro, você consegue alguns pontos com toda a equipe de trabalho.
  4. Simpatia: ser uma pessoa agradável de conviver pode ser muito melhor do que qualquer técnica de Marketing. Usar as palavras de convivência ensinadas pela vovó também ajudam: bom dia, boa tarde, boa noite, com licença e a principal, quase esquecida por muitos: OBRIGADO(A).
  5. Comunicação e conteúdo: comunicar-se com as pessoas com clareza e sinceridade pode abrir muitas portas. É importante ter conteúdo. Não adianta falar como um papagaio e não acrescentar em nada.
  6. Iniciativa: profissionais que demonstram iniciativa e gostam de sugerir soluções são sempre pessoas bem vistas pela alta gerência.

Importante: hoje o Marketing Pessoal não é apenas um item a mais, mas sim uma estratégia de sobrevivência no mundo dos negócios.

Entender um pouco sobre a questão nos dá a direção a ser seguida em determinadas situações.

Profissionais de Secretariado, usem o Marketing Pessoal ao seu favor!

 

Sandra Tarallo l

Secretariado Executivo l UNICID l

Cursando MBA em Comunicação e Marketing | UNICSUL |

Secretária Remota l One Consultoria

Secretária Remota l

Diretora | Executiva News Revista Digital |

linkedin.com/in/sandratarallo l

oneconsultoriasecretariaremota@gmail.com |

executivanews@gmail.com

 

(Visited 60 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto: