Pin It

[Executiva News] Por que é tão difícil receber um elogio? | Olga Tessari

É muito comum vermos pessoas que adoram reclamar e falar mal daquilo que é mal feito, que têm o hábito de criticar determinadas atitudes negativas dos outros. Mas, dificilmente, elogiam o que está bem feito ou o comportamento e as características positivas daqueles que as cercam! Poucas são aquelas que elogiam e, quando o fazem de coração aberto, deparam-se com a dificuldade que muita gente tem de receber um simples elogio. É muito triste constatar que aceitar um elogio, pura e simplesmente, pode gerar antipatia, conflitos, desconfiança ou até presunção! E por que isso acontece?

O elogio é fundamental para a boa autoestima! As crianças que o digam, pois dependem dele para a construção da sua autoestima e do seu próprio valor! Mas os pais, ao invés de elogiarem os bons feitos das crianças, ao contrário, criticam muito mais os erros delas, sem considerar que elas estão em fase de aprendizagem e que errar faz parte! Muitos pais que criticam justificam seu comportamento alegando que fazem uso da crítica como forma de incentivo para que as crianças aprendam e melhorem cada vez mais. O que impede esses pais de elogiar pelo menos o que elas acertaram, que pode ser algo pequeno, mas fundamental para que elas se sintam estimuladas a melhorar mais e aceitar melhor a crítica? Aliás, diga-se de passagem, a vida é um eterno aprendizado!

E, como a crítica é muito mais presente do que o elogio no dia a dia das pessoas, quando ele acontece é comum causar espanto em quem o recebe, levando-o a supor que, por trás do elogio, possa haver alguma intenção oculta e negativa. Quando alguém se aproxima nós e nos diz “nossa, como você está bonita”, é muito comum que tenhamos o seguinte pensamento: “Xiii, aí tem coisa! Por que essa pessoa está me elogiando? Deixe-me ver se consigo descobrir a intenção desse elogio. Aposto que me viu sacando dinheiro no banco: será que ela quer algum dinheiro emprestado?”, ou então, no caso desse elogio ser direcionado para uma mulher, é comum pensarmos que possa se tratar de uma cantada ou assédio. E, se a nossa autoestima estiver baixa, podemos completar o nosso pensamento dessa forma: “Sei que ele não está me dizendo a verdade, eu não sou bonita!”.

Pode até ser que aquele que elogia tenha intenções ocultas implícitas nessa atitude, pode ser que queira mesmo o nosso dinheiro emprestado, o nosso carro emprestado, que façamos hora extra no trabalho, etc. Afora isso, muitas vezes, a intenção da pessoa é somente fazer um elogio, manifestar uma forma de carinho, mas dificilmente nós nos permitimos aceitar o elogio pura e simplesmente!” (*trechos do livro: Dirija a sua vida sem medo – Dra Olga Tessari, São Paulo, 2012).

Tímidos, por exemplo, não acreditam no elogio: sempre pensam que há intenções ocultas por trás dele ou que aquela manifestação é apenas uma brincadeira de mau gosto para com a sua pessoa. E, por incrível que pareça, até as pessoas com boa autoestima tendem a não aceitarem bem os elogios e “ficam sem graça” quando os ouvem.

Mas por que isso acontece? Porque nossa sociedade insiste para que sejamos modestos e humildes, faz-nos crer que não devemos enaltecer as nossas qualidades, os nossos melhores atributos e que temos a obrigação de sermos melhores a cada dia e cada vez mais do que somos agora! Até parece que não podemos aceitar o elogio e muito menos concordar com ele!

Podemos sim admitir nossas qualidades e enaltecê-las, sem incorrer no risco de parecermos presunçosos! Por que precisamos ser sempre melhores do que o que já somos? Por que não podemos valorizar aquilo que já temos de bom agora, enquanto não melhoramos ainda mais? Qual é o problema de aceitarmos de bom grado o elogio? Por que não dizer muito obrigado e ficarmos felizes por alguém nos elogiar, o que, na verdade, é um reconhecimento do outro acerca de algo que já sabemos? E, se ainda não tínhamos conhecimento daquilo que foi motivo de elogio, qual é o problema de reconhecê-lo como uma valorização externa de nós mesmos?

Valorizar o que você tem de bom em si mesmo é sinal de uma boa autoestima, de autovalorização, de amor próprio e do reconhecimento de suas próprias qualidades. Por que não aceitar o fato de que outra pessoa possa perceber suas virtudes e verbalizá-las através de um elogio? Afinal, mesmo que você não reconheça publicamente, o elogio faz um bem enorme para o seu ego: certamente você fica muito feliz com ele.

Que tal expressar sua alegria, agradecer a pessoa que o elogia e, internamente, concordar com ela? Certamente aquele que não aceita de bom grado o seu agradecimento é uma pessoa invejosa, com baixa autoestima ou que usou o elogio somente com uma segunda intenção, talvez até para que você agisse no sentido de se menosprezar – tal como as pessoas com baixa autoestima fazem – ou mesmo para verificar até que ponto você se conhece ou valoriza a si mesmo.

A modéstia é uma virtude: ficar mostrando/enaltecendo as suas qualidades o tempo todo para que outras pessoas as vejam é, em geral, um comportamento de alguém que deseja que o outro valorize algo que você não vê em si mesmo claramente; agir no sentido de ser elogiado o tempo todo, ficar enaltecendo suas qualidades na maior parte do tempo também pode ser um indício de baixa autoestima.

Aceitar de bom grado um elogio e agradecê-lo sem se desmerecer é um indicador de boa autoestima e nada tem a ver com a questão da modéstia. Aquele que sabe do seu valor e de suas qualidades age de forma natural ao agradecer um elogio, sem afetação, sem nenhuma intenção de falsa modéstia ou mesmo de vaidade. E o ego fica feliz!

Elogiar também é sempre bom, ajuda a fazer amigos e a estreitar laços tanto de amizade, de amor ou de trabalho (desde que sejam elogios reais); receber de bom grado o elogio também colabora para melhorar a autoestima e para o autoconhecimento! Em suma, elogiar e ser elogiado faz muito bem para todo mundo!

E você: já fez seu elogio hoje ou já agradeceu o elogio que recebeu?

Dra Olga Tessari

Psicóloga, Psicoterapeuta e Pesquisadora desde 1984

Escritora – Palestrante – Mediação de Conflitos
Professional & Life Coach – Consultoria Comportamental

CRP 06/19571
www.olgatessari.com

(Visited 42 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto: