Entrevista Pepita Soler – FISEC 2018 – Caderno Especial

[FISEC 2018] Caderno Especial

Pepita Soler


Diretora Regional para América Latina na empresa Idea Connection Systems
Fundadora e Presidente na empresa Pepitas Secretaries Club
CEO na empresa Pepita Consultoria
Estudou Mestrado em Criatividade Aplicada Total – MICAT na instituição de
ensino Universidade de Santiago de Compostela
Estudou na instituição de ensino CEF Creative Education Foundation
Estudou Psicologia na instituição de ensino Universidade Santa Úrsula – USU
Frequentou Escola Americana de Brasília, DF
Frequentou Our Lady of Mercy School

É um grande prazer e uma honra ter você, Pepita Soler, em nossa primeira edição do Caderno Especial.
Agradecemos sua generosa participação em compartilhar sua história e seus projetos com nossos leitores.
Nossa equipe e diretoria agradecem imensamente sua entrevista, e tenho certeza que os leitores de nossa
revista vão ficar encantados com você e seus projetos.
Então, vamos lá.

Executiva News RD – Quem é Pepita Soler?
Pepita Soler – Eu nasci no Peru e cheguei ao Brasil com seis anos de idade. Meu pai era diplomata das Nações Unidas e minha mãe Antropóloga, Socióloga e Economista. Uma família de estudiosos com alma de Antropólogos, todos das Ciências Humanas. Eu me formei em Psicologia Organizacional e tenho Mestrado em Criatividade e Inovação na faculdade de Santiago de Compostela, na Galícia, Espanha, e na Universidade de Chicago. Minhas formações e especializações são nas áreas de Criatividade, Inovação, Educação Corporativa, Diálogos Apreciativos, Cousenling e Mentoring. Minha especialidade são organizações corporativas, mas eu navego no mundo educacional
e práticas de qualidade de vida. Por isso, as metodologias são profundamente vivenciais em Inteligência Emocional e Conectividade Humana. Eu diria que esses são meus principais diferenciais. Minha formação sempre foi norte-americana. Fui alfabetizada em Inglês e aprendi Português como idioma. Venho de uma escola da aviação.
Com 17 anos eu já estava na extinta PanAm e fiquei lá até seu fechamento. Trabalhei em todas as áreas desta empresa e tive contato com empresas, Secretárias e depois assumi a área de Capacitação e Desenvolvimento da América do Sul. Eu diria que desde os seis anos de idade sou uma peregrina, pois meu pai como diplomata sempre
viajou muito. Tenho como missão multiplicar e disseminar treinamento, desenvolvendo pessoas, e essa é a minha grande paixão.
Eu sou mãe de gêmeos, Felipe e Thiago, cariocas, que hoje têm 18 anos. Ele nasceram quando o Clube das  Secretárias tinha 2 anos de existência e, desde então, me acompanham. Somos peregrinos, curiosos e gostamos de aprender.
Eu e minha família gostamos de aprender e vivenciar tudo. Somos abertos para novas culturas. Parte da minha família mora no Brasil, grande parte no Rio de Janeiro, parte mora na Inglaterra e o restante no Peru e nos EUA.

Executiva News RD – Você é peruana. Como foi sua vinda para o Brasil?
Pepita Soler – Na realidade, eu saí do Peru com quatro anos de idade porque meu pai era diplomata nas Nações Unidas. Moramos dois anos na Venezuela e depois viemos para o Brasil, no Rio de Janeiro, transferidos por conta do trabalho de meu pai. Assim, desde os seis anos de idade, eu moro no Brasil. Sou apaixonada pelo Brasil. Eu
o conheço muito e nós escolhemos morar aqui quando meu pai se aposentou. Ele se apaixonou pelo país assim como todos os diplomatas se apaixonam. Fomos ficando e formando nossas famílias aqui. O melhor idioma que eu falo é o Português; o segundo é o Inglês, porque eu estudei em escola norte-americana. Eu me formei em Psicologia no Brasil e fiz extensões na área de Criatividade e Inovação na Espanha e EUA. Eu sou um “mix” muito grande. Então, eu diria que sou brasileira e peruana.

Executiva News RD – Fale-me um pouco sobre o seu projeto “Pepitas Secretaries Club” e sua atuação no Brasil e no exterior.
Pepita Soler – Há 21 anos, iniciamos o Pepitas Secretaries Club internacionalmente e depois viemos para o Brasil. Antes da PanAm fechar, o executivo número 1 na época mudou-se para a American Airlines. Quando a Panam fechou, eu abri minha própria empresa, a Pepita Consultoria.
Meu core business são programas de desenvolvimento de lideranças e equipes, oficinas de criatividade e inovação e também palestras motivacionais. Quando o executivo da American Airlines descobriu que eu tinha me tornado empresária, ele me ligou porque viu uma reportagem e disse: “Pepita, eu quero que você crie um programa educacional que não seja só para levar as Secretárias para fazer compras em Nova York ou Miami, mas que trouxesse um valor agregado educacional para elas e que os CEOs e Presidentes das empresas dessem valor a esse programa”.
Isso há 21 anos. Ele era um grande parceiro, amigo e grande mentor e, então, eu fui procurar parcerias nos EUA para apoiar o programa. Eu me tornei embaixadora na American Airlines desenvolvendo os programas, as parceiras, os destinos, etc. Iniciamos levando sempre Secretárias da alta Direção dos “AA Top Brazil Accounts” da American Airlines, em grupos pequenos, para uma semana educacional com treinamentos totalmente voltados para o Secretariado, com a metodologia vivencial criativa que é a minha marca, levando as profissionais por uma semana para os melhores hotéis e melhores destinos que a AA voava. Levamos Secretárias do Brasil para participarem dos Programas Educacionais nos EUA, depois expandimos e levamos Secretárias do México, Costa Rica, Equador e Guatemala também para os EUA.


Executiva News RD – Quem financia estes treinamentos?
Pepita Soler – Este é um programa institucional onde só participam Secretárias da alta direção dos “Top Accounts” da AA, como também das outras companhias aéreas que participam do programa. Existe um preço para o programa educacional, quecé simbólico diante de tudo que cobre: aéreo, hotéis e treinamento.
No passado, as empresas costumavam financiar, mas, nos dias atuais, esse cenário mudou bastante e, quando a Secretária investe, naturalmente há facilidades e parcelamos os valores. Oficialmente, a Secretária precisa
ir representando sua empresa. Se infelizmente ela não estiver nesta empresa, ou se ela sair, eu não posso mais levá-la, porque é um programa educacional institucional corporativo. Este é o produto mais VIP do Clube.

Executiva News RD – Em um dos seus sites, Pepita Consultoria, você usa o slogan “Transformando pessoas”. Qual foi a maior transformação pela qual você já passou?
Pepita Soler – Eu já passei por várias transformações, Na verdade, eu sou uma metamorfose ambulante. Com certeza, minha maior transformação aconteceu aos 36 anos de idade com a gravidez dos meus gêmeos. Minha
vida mudou da água para o vinho e é muito interessante, porque foi uma das melhores épocas da minha vida como um todo: profissional, pessoal, tudo, porque eu não imaginava que iria ter filhos. Eu sempre fui extremamente
maternal, mas não imaginava que teria filhos biológicos, porque eu não tinha ficado grávida até os 36 anos. Foi interessante, porque eu trabalho muito com planejamento estratégico e hoje eu falo que o sonho é muito
mais poderoso que o planejamento estratégico, por vivência pura. Quando eu fiz meu mestrado na Espanha, voltei cheia de ideais, feliz e morava em frente à Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, onde caminhava
todos os dias. Eu sou bem índia; tenho descendência índia. Sou peruana, meu pai é mais para índio e minha mãe é mais galega, mas peruana, e eu puxei mais meu pai na parte física. E foi interessante, porque meu cabelos estavam crescendo, eu era pura índia, e meus cabelos estavam crescendo, pareciam azul de tão pretos, nunca cresceram tanto e me perguntavam: o que você está fazendo? E eu respondia: “Eu estou me preparando”. “Preparando para quê?”, perguntavam. “Para ter meus filhos, igual às índias nas montanhas do Peru, porque, quando eu amamentar
meus filhos, eu vou cobri-los com meu cabelo”. Eu dava risada e o pessoal falava: “Olha que lindo!”. Eu falava isso sem estar grávida! E isso virou um mantra, eu repetia e visualizava. Eu só sei que, no final daquele mesmo
ano, eu fiquei grávida de dois, eu brincava e falava com Deus: “Nada vai me prender. Eu sou muito ar”. Sempre fui muito peregrina. Aí eu pensei, talvez só um filho, e aí Ele, para me testar, mandou-me dois para ver se
me prendia (risos). Mas eu os peguei e levei junto (risos). Eles gostaram e definitivamente foi uma transformação da água para o vinho. E foi um presente dos céus para mim. E é o melhor papel que eu tenho.

Executiva News RD – Como você vê o networking entre as Secretárias?
Pepita Soler – O clube que nós desenhamos cresceu muito. Principalmente pela participação muito ativa de vários grupos e vários comitês. Como eu sou da área de Criatividade, tenho muito prazer em facilitar processos. Eu
gosto de criar junto. Eu posso estar exausta no final do dia, mas, quando entro em um processo, minhas energias se renovam.
Então, eu diria que nós promovemos muitos bons encontros de relacionamento e bons encontros de geração de ideias para projetos de Desenvolvimento, e cada vez mais as Secretárias têm incorporado isso na dinâmica da vida delas. Não só na sua empresa, mas saindo para estes encontros, fazendo networking, trocando, compartilhando experiências pessoais e profissionais e se conectando por meio da nossa rede. Acredito que ainda existe espaço para expandir e, então, estamos apostando em marketing digital para abrir espaços para os comitês de qualidade, de ação
social, de inovação tecnológica, pesquisa e desenvolvimento entre as Secretárias, para que tudo que elas tragam e compartilhem nestes grupos possa ser divulgado para todo mundo.
É um principio nosso conectar a mente e o coração das pessoas, e transformar sonhos em realidade. E nós tivemos, nestes 21 anos, muitas belas histórias de evolução que foram facilitadas por essa conectividade entre as Secretárias.

Executiva News RD – Como era o seu programa de Secretárias antes deste boom da Internet? Você tinha dificuldades no contato com as Secretárias?
Pepita Soler – Não. Nunca tive dificuldades. Nós, como um Clube de Secretariado Educacional e de Relacionamento, sempre mantivemos muitos encontros presenciais. Eu diria que a Internet facilitou o crescimento do clube e, hoje, já não conheço todas as Secretárias associadas.
Tudo o que eu acredito ser bom, positivo para as Secretárias, internacionalmente inclusive, eu dissemino no clube. Meu principal papel é ser uma conectora, isso flui naturalmente, é a minha missão. Sou uma conectora nata, desde criança; usei a fórmula que tinha no momento e fui evoluindo com a chegada da Internet.

Executiva News RD – Uma Secretária é preparada na Universidade para ser imprescindível em uma organização e para seu gestor. A formação é repleta de conhecimento. Em seu ponto de vista, qual é o principal conhecimento, ou qual aquele que deve ser visto com atenção?
Pepita Soler – A Secretária é uma das pessoas mais estratégicas e importantes dentro de uma organização. Para você conectar pessoas e ideias, você precisa ter a competência emocional muito bem desenvolvida. A competência emocional, efetivamente, para saber como se comunicar, como se relacionar, como perceber e fazer a leitura do outro, como poder ter uma visão sistêmica da organização, conhecer o negócio da empresa, mas, principalmente, no conhecimento da diversidade das pessoas, dos líderes e das equipes. A Secretária tem que ter competência relacional, competência emocional de conectar de comunicar e fazer essa liga. Uma pessoa que não gosta de pessoas não fez a escolha certa da profissão.

Executiva News RD – Você tem contato com Secretárias do mundo todo. Quais são as semelhanças e diferenças entre elas?
Pepita Soler – Nós temos contato com Secretárias de alguns países da América Latina, principalmente México, Costa Rica, Equador, Guatemala, Peru, Portugal, Espanha e EUA; neste último, principalmente Nova York nos programas internacionais. Sempre nos fazem essa pergunta e gostaria de ter isso mapeado com dados mais completos, mas, pelo que pude observar durante esses anos de convivência, há muitas semelhanças. Principalmente Espanha, Portugal e Peru, que são os três países para os quais temos ido com frequência nos programas internacionais. Quanto a diferenças culturais, evidentemente, nos EUA os próprios executivos têm diferenças culturais e são bem independentes, diferentemente dos latinos. Então, nos EUA, muitas Secretárias têm uma
função de gestoras, muito objetivas. Enquanto o lado relacional é muito mais aguçado no Brasil e na América Latina. No Brasil, o exercício de networking, de benchmarking, de fóruns e eventos, essa onda, essa tendência de Secretária da alta direção voltar a estudar, é muito forte. No Peru, por exemplo, as Secretárias ficaram muito interessadas em saber como as brasileiras têm esses espaços de networking e benchmark fora das empresas.

Executiva News RD – Fale-me um pouco sobre o FISEC.
Pepita Soler – O FISEC é o maior Fórum de inovação em Secretariado Executivo do Brasil, que tem como objetivo conectar os Profissionais de Secretariado com as melhores práticas do mercado, compartilhar histórias de sucesso, construir relacionamentos e conectar as Secretárias com os melhores fornecedores do trade turismo para gerar oportunidades de negócios.
O evento reúne palestras educacionais, oficinas criativas, painéis de inovação e um espaço de exposição de marcas e serviços de alta qualidade.
A 1ª edição do Fórum aconteceu em 2012 e, de lá pra cá, só cresce! Em todas as suas edições, já reuniu mais de 347 empresas e aproximadamente 1200 Secretárias. A próxima edição do Fórum acontecerá em 23/11/2018 no Palácio Tangará, em São Paulo-SP, e tenha certeza que será um sucesso!

Executiva News RD – Quem participa dos seus programas de Secretárias sempre elogia muito, por conta do conteúdo ao qual são apresentadas. Qual sua fórmula para esse sucesso?
Pepita Soler – É a minha paixão pelo Secretariado. Eu tenho uma crença muito grande no ser humano, no poder de transformação, evolução, e de que todos nós temos muita coisa boa. Quando nós juntamos esse grupo, elas começam a se conectar com o que têm de melhor, e nós facilitamos essa conexão. A conexão entre suas mentes, conhecimentos, corações, reflexões, o quão próximas elas estão, qual seu propósito, qual sua missão e o que elas tem que transformar para se tornarem seres humanos melhores.
Nós temos um foco no positivo que o ser humano tem, facilitando a percepção do que elas têm de melhor. Eu tenho a bênção de trabalhar em minha missão de vida e acredito profundamente no Secretariado Executivo.

Executiva News RD – Como é ser uma das referências do Secretariado no Brasil?
Pepita Soler – Eu fico contente e honrada em saber que sou reconhecida como uma das líderes do Secretariado no Brasil e, na realidade, é uma história de 21 anos de relacionamento com as Secretárias da alta direção de empresas nacionais e internacionais, de todos os segmentos, e todo esse processo educacional e de relacionamento, que é a base da nossa contribuição para o Secretariado, começou com um pequeno projeto e se tornou uma missão de vida e, sem dúvida nenhuma, hoje vemos que esse papel de conectoras entre elas, todos os processos educacionais, todo esse processo de aprendizado, eu diria assim, é uma via de mão dupla: nós ensinamos e aprendemos muito, o tempo todo.
Ser referência… É interessante você colocar assim essa pergunta… É uma fusão e uma sinergia tão grande da Pepita com o Secretariado que, realmente, hoje em dia nós respiramos Secretariado, estudamos Secretariado, pesquisamos Secretariado, entrevistamos Secretariado, aprendemos em cada programa todos os casos reais, os desafios, as conquistas de todo esse mundo do Secretariado. Já está no meu DNA, já está no nosso DNA. Então, eu fico feliz por ser uma referência. Eu sou uma profunda admiradora e pesquisadora desse mundo e eu tento, sim, conectar
as melhores práticas e, principalmente, a vida real e as experiências reais das profissionais em todos os seminários e encontros vivenciais e experiências que nós promovemos dentro e fora do Brasil. Fico feliz por ser uma referência do Secretariado no Brasil.

Executiva News RD – Ter mais de um projeto é, para alguns, loucura. Eu, por exemplo, acho que não, e até gosto. Você tem muitos projetos. Como consegue fazer, e bem, tudo a que se propõe?
Pepita Soler – Eu venho da área de Criatividade e Inovação, meu Mestrado é nessa área, e minha base é Psicologia Organizacional com foco no positivo. Eu sou mãe de gêmeos e, naturalmente, fazemos tudo simultaneamente e gerenciamos diversos projetos, cada um com sua cara, porque nós navegamos neste mundo de Criatividade.
Promovo encontros de criação de projetos nos comitês de trabalho das conselheiras, das embaixadoras do Pepitas Secretaries Club, que são Secretárias da alta direção de grandes empresas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O sucesso que nós temos nos projetos é a capacidade de desenhar, criar e realizar os projetos junto com os Comitês. Não fazemos nada sozinhas. A gente viaja no mundo das ideias, desenhamos projetos belos, instigantes, criativos e inovadores, e construímos cada tijolo juntos. Só há sucesso porque nós fizemos isso em conjunto com as Secretárias membros dos comitês de criação do Pepitas Secretaries Club.
Por isso, a tendência é ter sucesso, pois elas visualizam o que é melhor para elas e colaboram com talento e com todas as ideias para tornar estes eventos marcantes, memoráveis e significativos para todo o Secretariado do Brasil.

Executiva News RD – Qual sua visão sobre liderança?
Pepita Soler – Cada vez mais, as lideranças têm que ser baseadas em princípios.
Os líderes têm que inspirar e motivar as pessoas para que realmente exista um senso de propósito em comum para construir e para atingir as metas da empresa, dos grupos, do seu trabalho, o que for. As lideranças têm que ter um
conjunto de pilares e têm que ter, realmente, foco nas pessoas. Temos vários estilos de líderes: construtores de relacionamentos, que têm a facilidade em serem mentores e efetivamente poder lidar com essa diversidade de talentos, estilos pessoais e de poder inspirar as pessoas; temos líderes visionários, que conseguem ver o “big Picture” e conseguem, realmente, transportar as pessoas para que elas consigam ver alguma coisa maior; nós temos os líderes executores, mas, sem dúvida nenhuma, para mim a grande liderança é aquela baseada em princípios humanos, que movem o ser humano, que conectam o ser humano com o seu propósito maior, que tornam o trabalho não somente um trabalho, mas uma missão a mais para as pessoas de modo que elas possam estar mais felizes, contribuindo com seu talento e com seu trabalho. Então, as lideranças baseadas em princípios humanos são as que têm mais chances de construir histórias de sucesso nesse mundo que tem tantos desafios reais e concretos.

Executiva News RD – Qual é a essência de um treinamento?
Pepita Soler – Existem vários tipos de treinamentos, técnicos e comportamentais.
A essência dos nossos treinamentos comportamentais é baseada nos princípios do Secretariado Executivo, que são aqueles que possam fortalecer a sinergia, a comunicação, a parceria, tudo o que está ao redor das Secretárias e que possa fortalecer o que elas já têm de melhor, a marca pessoal delas, e visualizar em sua missão o que elas podem efetivamente reforçar para deixar a sua marca pessoal na organização, criando um plano de desenvolvimento e lembrando que sua marca pessoal, sua fortaleza, é o que ela deve deixar em cada ação, em cada realização e em cada interação com as pessoais, e dentro da organização.

Executiva News RD – Qual sua maior alegria ao final de um programa educacional de Secretárias?
Pepita Soler – Minha maior alegria é ver a transformação das pessoas que participam através do trabalho da inteligência emocional, que é o nosso forte.
Toda mudança é de dentro para fora e, quando vemos um grupo de pessoas chegar e sair de uma maneira tão mais leve, esperançosa, com uma sinergia e cumplicidade entre elas, com uma capacidade de ter diálogos autênticos, que
falam sobre sua identidade, quem elas são, seus sonhos; quando vejo esse movimento crescer com uma rapidez tão grande dentro da sala de aula e quando eu vejo que, depois que o programa termina, elas mantêm esse networking, que fortalece tanto o lado pessoal como o profissional, para lidar melhor com os desafios, isso me dá uma satisfação de missão cumprida.
Eu posso chegar exausta depois de um intenso final de semana de treinamento, mas vendo a felicidade estampada no rosto das Secretárias, a satisfação, a sinergia, a criatividade, as conversas, as relações autênticas que fortalecem o ser humano, isso, nossa… Me dá uma sensação da guerreira que chegou com o dever cumprido e agora pode se reenergizar para a sua próxima missão.

Executiva News RD – Inspirar pessoas é uma missão para algumas pessoas. Muitas são inspiradas em seus programas e treinamentos. Você acredita que esta seja sua missão?
Pepita Soler – Sem dúvida nenhuma. Estou muito conectada com minha missão.
Tudo o que eu desenho, realizo, promovo e inspiro está coerente com minha missão de vida. Minha missão de trabalho é totalmente integrada com a minha missão de vida. Por isso é que ela flui com tanta paixão e autenticidade, porque é o que eu sei fazer de melhor. A minha maestria é facilitar o desabrochar, o crescimento humano e conectar as pessoas para que elas tenham esse senso de propósito em comum. Eu acredito, sim, que essa seja a minha missão de vida.

Executiva News RD – Quem foi seu grande incentivador ou parceiro no início da carreira?
Pepita Soler – Eu tive a graça divina e a honra de ter incríveis incentivadores em minha vida, tanto para inspirar minha missão de trabalho como em minha vida com um todo. Os maiores, sem dúvida nenhuma, foram minha mãe e meu pai. Os dois, Antropólogos, tinham espíritos de Antropólogos, educadores, e realmente passaram toda essa paixão por pessoas, pela educação, pelo crescimento do ser humano, e, com todo o modelo de vida, os princípios deles nos deram a educação e o amor necessário para que a gente se conectasse com o que de melhor nós tínhamos e
tivéssemos a capacidade de facilitar o desabrochar dos outros, porque isso era o princípio de vida deles. Meus pais foram meus maiores incentivadores, meus maiores parceiros de vida.
Eu também tive grandes incentivadores no decorrer de minha vida, como Rolando Toro, criador do sistema biodança e outros também, mas, para registro, meus dois maiores foram Eduardo Soler Bustamante, meu pai, e Norma Montalvo de Soler, minha mãe. Meu pai, encantador de pessoas, Antropólogo das Nações Unidas, que nasceu
para encantar as pessoas, e minha mãe, Antropóloga, Socióloga e Economista, uma das maiores educadoras de Ciências Humanas do Brasil, ensinou-me a construir cada tijolo. Ela era a fortaleza, a base, o foco, a disciplina, o crescimento e a doação da paixão de educar. Eu realmente fui abençoada pelos meus dois grandes modelos
de vida, que inspiraram meu trabalho e minha vida.

Executiva News RD – Você é muito ligada ao Turismo. Como se deu essa ligação e parceria?
Pepita Soler – Eu sou ligada ao Turismo porque venho da Pan American World Airways, Panam. Eu trabalhei lá nos meus primeiros doze anos profissionais, dos meus 18 aos 30 anos, até ela fechar, no aeroporto, na área de Vendas, lidando com as agências de viagens, empresas e o corporativo. Meu último cargo foi na Gerência
de Desenvolvimento e Capacitação para a América do Sul. Então, eu tenho um relacionamento muito antigo com o turismo. Desde que eu abri minha empresa, meu primeiro cliente foi a American Airlines, e continua como cliente e grande parceiro até hoje. American foi pioneira e iniciou o grande Programa de Secretariado Internacional.
Quando eu criei o Programa Internacional de Secretariado Executivo, já comecei a construir uma parceria com a hotelaria, tanto no Brasil como no exterior. As grandes redes hoteleiras são parceiras em todos os programas nacionais e internacionais do Pepitas Secretaries Club, e isso possibilita que eu possa oferecer o que há de melhor
em hotelaria e destinos nos eventos que nós realizamos.

Executiva News RD – Fale-me um pouco sobre o FISEC 2018.
Pepita Soler – O FISEC 2018 acontecerá no dia 23 de novembro em uma das mais belas e luxuosas propriedades de São Paulo – Palácio Tangará by Oetker Collection. Neste ambiente encantador e sofisticado, criaremos o cenário perfeito para instigar novas formas de ver, novas atitudes frente às demandas do mercado e também as inúmeras transformações que o mundo está vivendo.

O tema deste ano é: Crie, Conecte e Inove e, nesta edição, realizaremos painéis com profissionais de Secretariado criativos e inspiradores, de lideranças transformadoras e palestras de tendências, comunicação, criatividade e inovações na vida e no trabalho.
Em um único espaço, o participante terá acesso a uma agenda repleta de palestras, painéis e oficinas no segmento do Secretariado, proporcionando conhecimento, aprendizado, troca de ideias, networking e compartilhando as melhores práticas, sempre em busca do equilíbrio entre inovação, evolução profissional, e qualidade de vida.

A programação está fantástica, como vocês podem conferir no site do evento:
http://www.fisecsp2018.com

Agradecimento
Equipe Executiva News Revista Digital

%d blogueiros gostam disto: